domingo, 28 de junho de 2015

Vencemos mais um semestre, para glória de Deus!

Encerramos o semestre de trabalhos missionários no Projeto Campos Brancos dando graças a Deus por sua fidelidade e seu cuidado conosco. Todas essas moças moram aqui no projeto e tem dedicado suas vidas voluntariamente ao trabalho mais importante do mundo: resgatar almas do inferno. Foram seis meses de muitas lutas, mas com a oração, apoio e amor de vocês, vencemos. Que venham os próximos seis meses. Continuaremos fazendo o que o Senhor nos chamou para fazer.
Meninas, avante!
Tudo por Ele e para Ele!
Sempre vale a pena morrer para que outros possam viver!
Que nosso alvo seja o céu!
Amo vocês!
missionariakelem.blogspot.com
missgaspar@ig.com.br
kelem gaspar


segunda-feira, 22 de junho de 2015


VERDADES DURAS DE SEREM DITAS:

Há crentes, ministérios, pastores e igrejas que veem o missionário como um cidadão de segunda classe, alguém que não “deu certo” aqui e aventurou-se pelo campo missionário por pura incompetência. Claro que, se a visão é essa, ninguém tem o menor desejo de orar, contribuir ou ajudar.

Dá-se qualquer coisa. Doa-se para o missionário, sem o menor pudor ou vergonha, o ventilador sem hélice, a roupa usada em péssimo estado, a geladeira sem motor, o ferro sem resistência, enfim, tudo o que é sem valor ou que dificilmente teria alguma utilidade.
Crentes semeando lixo na obra mais importante da terra, investindo sobras na obra pela qual o Cordeiro deu Sua vida.
Na verdade, não tenho medo de afirmar que essa história de que o missionário deve ser miserável para provar sua devoção, deve andar mal vestido, passar fome e, depender da caridade alheia para sobreviver, nasceu no inferno. É do diabo essa forma de pensar, e ele tem feito um excelente trabalho de marketing, porque são muitos os cristãos que pensam dessa maneira.
Certa vez, enquanto eu estava no campo missionário nas inóspitas selvas bolivianas, recebi de uma irmã um par de sapatos de cores e modelos diferentes, amarrados com uma cordinha e com um bilhete que dizia: missionária, aqui está esse par de sapatos, sei que são diferentes, mas você não se importa, não é? Afinal de contas, você é missionária...
Encontrei certo dia, um amigo, também missionário, em uma feira na cidade de Guajará Mirim, ele estava indo dirigir uma reunião com os índios quéchuas, quando parei para cumprimentá-lo, percebi que usava uma calça jeans muitos números maior que o seu manequim, quando lhe perguntei o porquê, ele me disse que uma irmã, proprietária de uma grande loja, havia percebido que ele só tinha uma calça e lhe ofereceu uma que nunca havia conseguido vender, por ser muito grande e feia.
Olhe aí, o marketing do diabo dando certo novamente. Não presta? Doe para missões. Está velho demais? O missionário reaproveita. Quebrou? Dê para o filho do missionário. Rasgou? A missionária remenda.
Uma oferta assim agride a santidade de Deus, Ele deu Seu único Filho por essa obra, Jesus deu Sua vida para torná-la possível e nós não podemos desvalorizá-la ao ponto de nossa oferta ser uma vergonha diante dos céus.
Quer abençoar um missionário, dê algo novo ou em perfeitas condições de uso, lembre-se, sua contribuição é uma excelente régua para medir seu compromisso.

Pastores realizando eventos missionários que em nada contribuem para o despertamento da igreja, orientação do ministério, aperfeiçoamento da obra ou melhoramento no campo.
Quanto a esses eventos, quase sempre me impressiona a lista dos preletores oficiais, geralmente são grandes conferencistas internacionais que dificilmente já estiveram em um campo missionário e em nada podem acrescentar aos ouvintes nesse aspecto.
Já estive em congressos de missões, nos quais os conferencistas ficaram hospedados em hotéis cinco estrelas e receberam de cachê uma quantia considerável e os missionários da igreja ficaram hospedados em uma escola e ganharam, após o evento, uma saca de roupa usada, cada um.
Para mim isso é  uma incoerência e o tal congresso poderia mudar de nome, e se chamar qualquer coisa, menos congresso de missões. Resumindo, depois do evento, o nível de conhecimento, compromisso e consciência continua o mesmo. Precisamos orar para que Deus abra os olhos da liderança da igreja, convocando missionários comprometidos com Deus e com sua obra para que preguem em nossos eventos missionários e instruam a igreja competentemente acerca dos desafios da obra missionária e da participação de cada um na conquista do mundo.
Aproveito para mencionar os eventos missionários realizados em igrejas que não tem nenhum missionário no campo, nenhum projeto de missões e nem investem em missões na igreja local. Uma verdadeira fraude. Dinheiro sendo arrecadado em nome de missões para ir direto para o caixa da própria igreja. Pastores enganando a igreja de Deus para se beneficiar.
Recentemente pedi a certo pastor, a gentileza de não me convidar novamente para ministrar em seu “Congresso de Missões”, porque quando fui apresentada ao “único” missionário dessa igreja, trazido do campo de trabalho para participar da festa, vi que ele não tinha os quatro dentes da frente, estava hospedado em um quartinho atrás da igreja, sem nenhuma estrutura e fazendo suas refeições nas casas dos irmãos durante o evento.
Não dá. Maior descuido impossível. Quando o pastor me entregou o valor da oferta por ter ministrado três dias no congresso, embora eu precisasse muito para nosso projeto missionário aqui no interior do Pará, eu preferi repassá-la  educadamente ao missionário para que comprasse uma prótese dentária e passasse aquela semana que ainda ficaria em sua cidade natal, de maneira mais digna com sua família. Não agi assim em busca de louvor e destaque, não fiz nada além da minha obrigação como serva de Deus. Mas, ainda hoje me pergunto, será que os organizadores daquele evento não viram as necessidades de seu próprio obreiro ? Como eles podem ocupar-se com a organização de um evento missionário estadual se ignoram as necessidades de um missionário que está bem diante deles ?
Na verdade, nós, brasileiros, gostamos do prestígio da missão, mas não estamos comprometidos com o custo da missão. Amamos a glória, mas fechamos os olhos para o preço.

sábado, 13 de junho de 2015

Notícias do Campo Missionário!


Saudações na paz do Senhor Jesus!

Como você está? Espero que bem. Estou escrevendo para lhe contar um pouco do que Deus tem feito por aqui. Espero que se alegre conosco. 


Hoje sai com as alunas internas do curso de missões para repartir um pouco do que tínhamos com algumas das familias da comunidade. Em todas as casas que chegamos, fomos muito bem recebidas;  Jesus é o nosso exemplo. Ele resolvia problemas por onde ia. Nós, como seus discípulos, também fomos chamados para servir e dar. Esse é o evangelho vivido na prática. Não existem argumentos contra esse evangelho. Eu sei que parece tão pouco, mas fez toda a diferença para quem não tinha nada.

Ao ir fazer uma visita em um distante ramal, encontrei uma jovem mãe com seu filhinho de três anos, ela estava capinando um terreno  debaixo de um sol fortíssimo, a pequena criança é aluna da creche. A mãe então me disse: irmã, dia desses meu filho chegou em casa, me chamou e disse mãe, a "senhola plechija di Jesus,ir pla igleja".

Fiquei muito emocinada e feliz, pois nosso desejo, ao fundar a creche escola missionária Peniel era formar pequenos missionários, apaixonados por Jesus, que conquistariam o mundo!

Continuamos vendo Deus salvando entre as crianças e adolescentes atendidos diariamente na creche missionaria, que lindo é ver meninos e meninas, antes sem esperança e sem fé, hoje declarando-se herdeiros de Cristo e prontos para fazer a sua obra. Iniciamos um treinamento intensivo para os adolescentes aos sábados, estão se preparando para pregar o Evangelho com amor e desprendimento.

A nossa extensão na ilha do Derrubada está uma benção, a cada dia mais e mais pessoas chegam ao conhecimento de Cristo. Apesar da creche ser de barro, está linda, concluimos o piso e o banheiro e estamos orando por recursos para ampliar para poder atender mais crianças. Nalvinha tem feito um trabalho incrível.

Na ilha do beira mar esse mês, duas precisas vidas ribeirinhas curvaram-se aos pés da cruz. Que alegria. Essas almas valem mais que o mundo inteiro.

Na comunidade do Jacaia, continuamos relizando as reuniões semanais e lhes mostrando o evangelho com toda alegria e paciencia, afinal, Jesus nunca disse que seria rápido e nem fácil. Mas Ele nos ordenou ir. E estamos indo. Creio que em breve colheremos os primeiros frutos. Julia e Vanessa tem se esforçado ao máximo.

Nossa tarefe: conquistar para o Cordeiro a recompensa pelos seus sofrimentos! Que honra! Que alegria!

Iniciamos a reforma da casa emprestada para o projeto em São Raimundo dos Borralhos, já rebocamos e consertamos o piso. Assim que pudermos, vamos reformar o banheiro e o telhado. As matriculas já começaram, oferecemos alfabetização, evangelismo e discipulado. Alem do lanche e do material escolar. Gisele tem sido incansável.

Apesar de não termos nenhuma ajuda publica, o milagre sempre acontece. Jesus é totalmente digno de confiança! Aleluia.

Os trabalhos já começaram entre os kulinas e kashinawas, estamos esperando a missionária descer o rio para nos contar as novidades. Ela está a dois meses nas florestas peruanas. São dois dias de barco até a cidadezinha mais próxima, de onde ela pode mandar notícias. Estamos orando por ela e juntando os recursos para mandarmos. Irmã Nete e irmão David estão trabalhando muito nessa região.

No curso de missões,morando na vila missionária,  temos as jovens missionárias Elene, Roberta, Vanessa, Cintia, Ana, Nilzinha, Julia, Carol e  Jéssica ( que está chegando), estagiando no Borralhos está a Gisele, no Purus está Edinete e no Derrubado Nalvinha. Mulheres a serviço do Rei Jesus!

Sabe, as vezes faltam algumas coisas, não é um trabalho fácil. Principalmente por olharmos para os lados e vermos tantas necessidades, doenças e injustiças. Mas seguimos confiantes: na frente vai o general!

Sei que custa tempo, custa dinheiro e envolve sacrifícios, mas vale totalmente a pena.

Todos os nossos projetos são gratuitos e nossos olhos estão voltados para os mais pobres e menos alcançados da terra. Queremos conquistar para o Cordeiro a recompensa pelos seus sofrimentos. Nosso alvo é o Céu.

Muitas pessoas perguntam como conseguimos alimentar mais de cem crianças diariamente, não deixar nada de essencial faltar as missionárias-voluntárias e manter todas as  frentes de trabalho em expansão. Nossa resposta? Jesus é o fundador e patrocinador desta obra. A Ele toda a Glória por não termos nenhuma história de desespero e miséria para contar. A Ele toda a Glória por ter escolhido pessoas comprometidas com seu Reino para estar ao nosso lado e nos ajudar a tornar tudo isso  possível.

A você que tem nos ajudado, Só no céu você verá a real dimensão de sua contribuição. Nós só podemos dizer obrigada.

Kelem gaspar, sua serva e toda a equipe do Projeto Campos Brancos.
Banco do Brasil, Ag 1436-2, cc 6993-0.
Bradesco, Ag 0697-1, cc 0523.164-7.
CEF, Ag 4684, Op 013, cp 7622-0.
Titularidade: kelem Gaspar

Projeto Campos Brancos, PA 127, km 39, ramal caiacá, 00. Maracanã-PA. 68.710-000.

Blog: missionariakelem.blogspot.com

e-mail: missgaspar@ig.com.br / fone: (91) 996321640

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Relatório financeiro do mês de maio

Relatório financeiro do mês de Maio do Projeto Campos Brancos:
Alimentação das alunas/missionárias internas R$ 1.000,00
Evangelismo Ribeirinho R$ 300,00
Energia R$ 300
Evangelismo nos Ramais R$ 100,00
Despesas do Discipulado R$ 100,00
Combustível carro missionário R$ 200,00
Secretaria R$ 200
Programa da rádio R$ 100,00
Curso teológico das internas R$ 383,00
Limpeza e manutenção do terreno da base R$ 250,00
Merendeira da Creche R$ 300,00
Internet da base R$ 80,00
Salário dos missionários em tempo integral R$ 1.700,00
Alunas/missionárias sem mantenedores R$ 900,00
Despesas extras com lanche da creche R$ 200
Combustível moto da missão R$ 100
Total R$ 6. 213,00
Tudo isso pela fé, sem nenhuma ajuda pública, sem receber um centavo dos beneficiados pelos projetos missionários.

Porém, são cada vez mais raros os que tem se importado com aqueles por quem Cristo morreu. São cada vez mais raros aqueles que tem investido seus recursos na mais importante das causas, a causa missionária. Mas, seguimos orando e crendo no Deus que provê. No Deus que abre portas!
E você, pode nos ajudar ?
Mande sua oferta para
Banco do Brasil, Ag 1436-2, cc 6993-0.
Bradesco, Ag 0697-1, cc 0523.164-7.
CEF, Ag 4684, Op 013, cp 7622-0.
Titularidade: kelem Gaspar
Depois, avise por email (missgaspar@ig.com.br) para que possamos lhe mandar todas as notícias, fotos e relatórios referentes a essa obra.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Relatório Missionário

POR FAVOR, LEIA COM ATENÇÃO NOSSO RELATÓRIO MISSIONÁRIO:

A paz do Senhor Jesus.

O trabalho na creche missionária Peniel I está uma benção, crianças, adolescentes e familiares tem conhecido a Cristo através das atividades oferecidas no projeto. Estamos terminando mais um mês e graças a Deus muitos obstáculos foram vencidos. Outros, pela fé ainda serão vencidos em um futuro próximo. A missionária/pedagoga Carol trabalha na coordenação dos trabalhos da Creche Missionária e Deus a tem usado grandemente. Todas as professoras, embora voluntárias, tem se esforçado muito pelo reino.

Na ilha do Derrubado, na Peniel 2, estamos alcançando trinta crianças. Esse mês fizemos o piso de cimento e colocamos os canos para termos agua com mais facilidade para os trabalhos. Alguns dos alunos atendidos caminham até 14 km. É muito estimulante vê-los crescendo no conhecimento de Cristo. Damos o alimento, o material escolar e remédios quando adoecem. É um atendimento integral. Missionária Nalvinha, como sempre, tem se esforçado muito para que o melhor trabalho possível seja feito nessa comunidade.

Na Ilha do Jacaia, onde nunca antes havia sido pregado o Evangelho de Cristo, iniciamos as visitas fazendo limpeza e aplicação de flúor nas crianças e adolescentes e uma oficina para as mulheres da  comunidade. . Assim, visitamos todas as casas e começamos um relacionamento de confiança com os moradores. Logo estaremos realizando o primeiro culto. Julia e Vanessa estão fazendo um trabalho maravilhoso para Jesus nesse lugar.

No Rio Purus,  Deus tem abençoado grandemente. Enviamos o casal de missionários para essa região em Janeiro, foi uma decisão ousada, tomada totalmente pela fé. Nós ainda não temos mantenedores para essa obra e precisamos de um milagre todos os meses para cobrir o salário dos missionários. Mas, o importante é que eles tem ido em muitas aldeias, em muitas comunidades e rios, proclamando as verdades do Evangelho. Precisamos custear a implantação da Peniel 3 entre os ribeirinhos. Deus proverá.

Enviamos a missionária Gisele Santos para iniciar os trabalhos missionários na comunidade do Borralho, uma região difícil e muito carente do evangelho. Ainda não temos quase nada para esta obra. Gisele está reformando uma velha casa para iniciarmos os trabalhos. Cremos que muitas almas conhecerão o maravilhoso evangelho de Cristo nesse lugar.

Aqui na base, Deus tem provido as necessidades mais urgentes. Ainda oramos para que algumas  das jovens missionárias que moram no projeto sejam adotadas com meio salário mínimo por alguma igreja disposta a investir no ministério missionário. O trabalho desenvolvido por elas tem prosperado muito. Elas visitam, evangelizam, discipulam, dão aula na creche, cuidam dos departamentos na pequena igreja local e tem levado muitos ao conhecimento de Cristo. No fim do ano, três delas seguirão rumo a povos ainda não alcançados. O Senhor proverá os recursos. A missionária Elene tem coordenado o curso de missões com muito empenho.

No curso de missões juvenil Pakau Oro Mon, estamos preparando, gratuitamente, jovens  e adolescentes para a obra missionária. Eles estão estudando para alcançarem os mais pobres e menos alcançados do mundo. Estamos ensinando que, se, vivemos para Cristo, vivemos. E se morremos, para Ele morremos. Tudo por Ele e Ele! A jovem missionária Ana tem cuidado muito bem desse projeto.


Então, temos trabalhado diária e incansavelmente.

O que nos move é o amor a Deus e a sua obra.  Os desafios e os compromissos se agigantam a cada dia. Ás vezes, até me preocupo e quero perder o sono, mas depois reflito sobre a grandeza de Deus e em como Ele é provedor e cuidadoso e aí lembro também que você está do nosso lado. Aí descanso nessas verdades.

Temos orado muito e agido também, para levantar outros intercessores e mantenedores. Esse ano, enviamos mais de cinquenta cartas e incontáveis e-mails para igrejas e pastores, convidando-os a estarem do nosso lado nessa grande e desafiadora obra, mas, por incrível que pareça, apenas duas  pessoas responderam. Não sei o que acontece, parece que o povo de Deus tem pensado demais nas coisas da terra e esquecendo da eternidade.

 São cada vez mais raros os que tem se importado com aqueles por quem Cristo morreu.  São cada vez mais raros aqueles que tem investido seus recursos na mais importante das causas, a causa missionária. Mas, seguimos orando e crendo no Deus que provê. No Deus que abre portas!
 E você, pode nos ajudar ?
Mande sua oferta para
Banco do Brasil, Ag 1436-2, cc 6993-0.
Bradesco, Ag 0697-1, cc 0523.164-7.
CEF, Ag 4684, Op 013, cp 7622-0.
Titularidade: kelem Gaspar
Depois, avise por email (missgaspar@ig.com.br) para que possamos lhe mandar todas as notícias, fotos e relatórios referentes a essa obra.

domingo, 24 de maio de 2015

Exemplo de serviço e humildade!

Deus levantou essas moças de vários estados brasileiros para estarem aqui defendendo os interesses de Cristo! Elas são alunas do curso de missões, são professoras na creche missionária e ainda são missionárias voluntárias em vários outros trabalhos! Moças que estão na contramão do mundo. Elas não fazem esses sacrifícios por sucesso e nem por dinheiro; fazem tudo por amor. Mas não por qualquer amor. Elas o fazem por amor a Cristo!


Avante sem temor!

Projeto Missionário Campos Brancos em ação: O trabalho missionário entre os ribeirinhos da comunidade do Jacaia está uma benção. O evangelho do Reino está sendo pregado apesar da distancia, das dificuldades e dos perigos.
A ordem é avançar.
A recompensa? no céu.